Porto de Galinhas

Origem do nome

ERA UMA VEZ... A GALINHA

Nome do principal destino turístico pernambucano surgiu no século 19

Embora a galinha tenha virado um ícone local nas ruas e lojas de artesanato, Porto de Galinhas não recebeu esse nome pela atividade de criação, tampouco pelo comércio das aves vivas. A história remonta ao ano de 1850, quando a lei então em vigor proibia o comércio de escravos no Brasil.

O desembarque clandestino na região era comum no século 19. Para combater a prática proibida, foi construído o Forte da Gameleira, do qual ainda restam ruínas em frente ao posto salva-vidas de Porto de Galinhas. Os navios atracavam com os porões cheios de escravos e uma forma de burlar a fiscalização era cobri-los com engradados de galinhas D’Angola, que também era ingrediente nobre da comida preferida da Corte.

A senha secreta da tripulação para os traficantes de escravos era “tem galinha nova no porto”, que significava que uma nova remessa deles havia chegado da África. E daí surgiu o nome Porto de Galinhas.

Antes desse nome, a região também foi chamada de Porto Rico porque, nos séculos 15 e 16, a principal atividade era a extração e o tráfico de pau-brasil. Além disso, era de lá que saía o açúcar bruto produzido nos engenhos de Ipojuca. Em mapas e relatos de exploradores, Porto de Galinhas também é chamada de Porto do Boi Só, Maracaípe e de feitoria de Santo Aleixo. Foi o segundo local habitado pelo homem branco no Brasil, segundo o livro Porto de Galinhas de Ponta a Ponta, de Ricardo A. Sericano.

Destino

MUITO MAIS DO QUE UM PARAÍSO

Destino é o quinto mais procurado do Brasil

Um cenário paradisíaco, onde o mar se transforma em piscinas de águas cristalinas e mornas, a uma temperatura média de 26º C. De tão completo, Porto de Galinhas - localizado ao litoral sul de Pernambuco, no município de Ipojuca, e a 65 km do Aeroporto Internacional de Recife/Jaboatão dos Guararapes - é o destino de viagem número um de casais apaixonados e de famílias.

A região também é rica em experiências gastronômicas, esportivas, ecológicas e culturais e tem uma infraestrutura hoteleira de primeira qualidade, com 13 mil leitos distribuídos em hotéis, pousadas e resorts. A hospitalidade foi avaliada como ótima por 93,56% dos turistas que visitaram a região. 

Eleita por dez vezes consecutivas a melhor praia do País pela revista Viagem & Turismo, Porto de Galinhas também é o quinto destino mais procurado do Brasil para o turismo de lazer. Tanto que se tornou uma região mais famosa do que o nome do próprio município onde está situada - Ipojuca, que hoje responde pela terceira maior arrecadação do Estado de Pernambuco. Porto de Galinhas tem 18 quilômetros de areia branca e batida, com coqueirais e praias perfeitas para todos os gostos, para quem quer relaxar, namorar, mergulhar ou praticar esportes náuticos.

Essa vocação para o turismo faz parte da história de Porto de Galinhas desde o século 19, quando a região de belas praias tinha um porto pesqueiro e se tornou a estação de veraneio dos senhores de engenho. A partir da década de 60 foi descoberta pela classe média e passou a ser um dos balneários mais conhecidos do País. Desde a fundação da Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas (AHPG), em 1992, a região continua em grande desenvolvimento e hoje é o principal polo turístico de lazer de Pernambuco.

As Praias

OPÇÕES PARA TODOS OS GOSTOS

Região tem praias desertas e movimentadas, com piscinas e de mar aberto

Embora a praia de Porto de Galinhas seja a mais famosa do município de Ipojuca, a região tem nove opções que agradam tanto quem busca sossego e contemplação quanto os apreciadores de esportes náuticos e da natureza selvagem. São 18 km de praia, de Camboa ao Pontal de Maracaípe, com areias brancas, coqueirais e mar de água cristalina e morna, com temperatura média de 26º C. O roteiro começa em Camboa e termina em Toquinho.

Confira o que há melhor a fazer em cada uma das praias de Ipojuca, de ponta a ponta:

Borete

Saiba mais

Cacimbas

Saiba mais

Camboa

Saiba mais

Cupe

Saiba mais

Enseadinha

Saiba mais

Maracaípe

Saiba mais

Muro Alto

Saiba mais

Pontal de Maracaípe

Saiba mais

Porto de Galinhas

Saiba mais

Artesanato

AS GALINHAS FAZEM A FESTA

Ícone da cidade colore hotéis, pousadas, ruas e lojas

Até 1997, Porto de Galinhas só tinha a ave no nome, mas a criatividade das artistas plásticas Kiki Zonari e Adriana Didier deu origem à Filó: a galinha de tecido que se transformou em um ícone da região. O encontro da dupla com o artista plástico Gilberto Carcará – mais conhecido pelo seu sobrenome –, difundiu o símbolo.

A galinha passou a fazer parte da identidade visual da região e a colorir portas, janelas e fachadas de hotéis, restaurantes, pousadas e resorts. Nas ruas da pequena vila, não é difícil encontrar esculturas que chegam a 1,60 metro de altura, feitas com raízes de coqueiros tombados pelo artista Carcará, que também ensina a sua arte para a comunidade.

Em 70 lojas da região é possível encontrar o souvenir oficial de galinha em diversos materiais, cores, preços e gostos. A visita aos estabelecimentos é irresistível, já que eles funcionam até mesmo depois da meia-noite durante a alta temporada. O turista pode escolher entre galinhas de cerâmica, crochê, papel machê, madeira, raízes, terracota, fibras e em tecidos de bolinha, chita ou pintadas à mão.

Um dos hits é a corda da sorte, feita com sete galinhas de tecido ou crochê e contas, que é uma lembrancinha e também objeto de decoração. Tanta popularidade aumentou a demanda por galinhas e, desde 2003, elas são produzidas em grande escala em Caruaru (PE), Tracunhaém (PE) e, no município de Ipojuca, nos distritos de Camela e Nossa Senhora do Ó. Segundo Kiki, os artistas da região preparam novidades do souvenir, que passarão a ser feitos com latas e outros materiais reciclados.

Crédito: Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau.

PATROCINADORES


Cota Prata

Cota Platina


Expositores


Cia Aérea Oficial:

This content comes from a hidden element on this page.

The inline option preserves bound JavaScript events and changes, and it puts the content back where it came from when it is closed.

Click me, it will be preserved!

If you try to open a new Colorbox while it is already open, it will update itself with the new content.

Updating Content Example:
Click here to load new content